É um dos mais extensos de todos os encontrados em Qumran, com 8.146 metros de comprimento. Foi achado na caverna número 11 durante a década de 1950 pelos beduínos, adquirido pelo Estado de Israel em 1967 e publicado em 1977 pelo prestigiado arqueólogo da Universidade Hebraica de Jerusalém e ex-general do exército israelense, Prof. Yigael Yadin. A história da aquisição deste manuscrito é, por si só, emocionante. 

O Rolo do Templo foi guardado em uma caixa de sapatos, embrulhada em celofane e uma toalha, sob o chão da casa de um comerciante de antiguidades de Belém por 10 anos. A parte superior do manuscrito foi danificada porque, ao lavar o chão, a água entrou na caixa de sapatos, corroendo a parte superior do já sensível couro onde estava escrito.

A maneira como foi descoberta na casa desse comerciante de Belém, faz parte da história do Estado de Israel. No início dos anos 60, intensas negociações entre um intermediário e Yigael Yadin pararam, devido à quantidade astronômica de dinheiro que esse intermediário exigia, a tal ponto que o próprio Yadin desistiu. A única coisa que restava em suas mãos era apenas um pequeno fragmento do manuscrito que anos depois lhe serviria muito para identificar o famoso Rolo do Templo.

Durante a Guerra dos Seis Dias, Belém foi conquistada por Israel e Yadin ocupou o cargo de conselheiro do exército. Depois de obter informações confiáveis ​​de que o Rolo do Templo estava na casa do conhecido negociante de antiguidades Kando, Yadin obteve a permissão do governo israelense de confiscar o documento e, ajudado pelo pequeno fragmento em suas mãos, conseguiu reconhecer que o mesmo pertencia a esse extenso manuscrito.

A história da aquisição não termina aqui, pois Kando, que em 1947 vendeu os primeiros manuscritos ao professor Sukenik, pai de Yadin, exigiu que as autoridades israelenses pagassem pelo pergaminho, e o governo israelense aceitou pagar a quantia de US $105.000, não apenas pela reivindicação do comerciante, mas também para incentivar outros traficantes de antiguidades a vender mais manuscritos do Mar Morto.

 

No próximo post contaremos o que contém o famoso Rolo do Templo! 

 

📣 A Semana dos Manuscritos do Mar Morto

Evento gratuito e 100% online. 19 a 24 de outubro

Compartilhe esse link para quem quiser fazer inscrição ➡️ https://semanadosmanuscritos.com/

 

CONHEÇA NOSSA AGENDA DE CURSOS

 

Ariel_Horovitz_Diretor_Moriah_Center

M.A. Ariel Horovitz

Fundador e diretor do Moriah International Center.

É formado em Sociologia e História do Povo Judeu pela Universidade Hebraica de Jerusalém, mestre em Gestão e Liderança pela Universidade de Bar Llan, de Israel.

É especializado na área de Liderança na Bíblia e em outros temas relacionados com a história do povo desde os tempos Bíblicos até a atualidade do moderno Estado de Israel.

Oferece conferências e seminários em diversas instituições acadêmicas de Israel, Estados Unidos, México, Brasil, Angola e outros países.

Comentários

Séfora Portela
12/11/2020
Espero poder fazer o próximo curso. Com esta pandemia não estou conseguindo focar para estudar no momento (16 familiares e amigos mortos nesses poucos meses) . Me encanta tudo que diz respeito aos manuscritos e tenho muita esperança que novas cavernas sejam descobertas com mais, muito mais informações sobre o povo judeu. Meus passeios em Israel me fizeram me sentir tão em casa ...mais do que qq outro lugar do mundo, inclusive o Brasil, onde nasci e cresci. Tudo tão familiar. Acho que é a memória genética. Tudo que diz respeito à história dos israelitas me fascinam como historiadora. Pena que não há uma graduação de história do povo hebreu no Brasil, como vc teve. Vc tem algum livro publicado? Obrigada pelos vídeos, textos

Deixe uma resposta